Com a expansão da pandemia de Covid-19, o trabalho remoto passou não só a ser uma alternativa para a continuidade de diferentes setores em um novo cenário global, mas também um formato de atuação desejado pela flexibilidade e adaptabilidade que proporciona em períodos normais e de crise — e isso não é diferente no mercado jurídico. Tanto é que o trabalho em escritórios vem dando lugar à atuação do advogado home office.

Essa tendência, inclusive, é uma oportunidade para quem deseja investir na advocacia autônoma. Afinal, além de ampliar os campos de atividades e fornecer mais independência para montar sua clientela, é possível ainda reduzir despesas comuns na manutenção de escritórios. Por isso, se você tem interesse no assunto e quer se planejar para seguir esse campo, é só continuar lendo este post!

Como um advogado pode trabalhar nesse formato?

Aqui, você vai encontrar o passo a passo necessário não só para se adaptar ao home office e ter uma boa experiência com ele, mas também sugestões de como otimizar a sua jornada de trabalho, programar-se para atrair e formar uma clientela e prestar um serviço de qualidade, mesmo a distância. Confira!

Planejamento

Comece fazendo um planejamento do seu trabalho a curto e médio prazos com metas mensais de captação de clientes, faturamento desejado e estimado e das despesas que você terá nesse período — além do quanto espera reduzir se comparado ao período de atividade no escritório. Tudo isso vai ajudá-lo a nortear os seus próximos passos e a definir ações para crescer no mercado.

Organização

Em seguida, trace quais serão as tarefas que você vai exercer, o nicho de mercado com o qual vai atuar, qual será a jornada laboral semanal e como será o cronograma de divulgação do seu serviço. Além disso, é nessa fase que você deve reservar um espaço em casa para montar o seu escritório.

Comunicação

Não deixe de pensar também na comunicação da sua marca, não só na prospecção, mas também na fidelização dos clientes. Para isso, produza cartões de visitas virtuais e contrate uma plataforma de CRM. Ela vai ser útil para organizar e catalogar as informações de cada caso, criar um canal de atendimento exclusivo, produzir e enviar e-mail marketing, gerenciar campanhas publicitárias em buscadores (como o Google) e muito mais.

Tecnologia

Lembra quando falamos do seu escritório? Pois bem, além de um bom espaço para trabalhar e guardar os seus materiais, o home office deve contar com uma boa estrutura tecnológica, a fim de mantê-lo conectado sem interferências à rede, permiti-lo upar e fazer download de diferentes arquivos na internet, imprimir e escanear documentos e se comunicar com quem precisar por áudio e/ou vídeo.

Por isso, certifique-se de contratar um bom serviço de banda larga e telefonia e ter os equipamentos exigidos no ambiente (telefone fixo, computador, impressora etc.)

Coworking

Você pode recorrer a uma solução que tem ganhado força no modelo híbrido de atuação do advogado home office: o aluguel de uma ou mais salas em espaços de coworking na sua cidade.

Tenha as mesmas condições

Funciona assim: no escritório em casa, você realiza as diligências, acompanhamento de processos e demais afazeres do trabalho. Já quando é preciso fazer encontros e reuniões com clientes, outros advogados ou parceiros comerciais, faz uso desses locais.

É possível se destacar e conquistar mais clientes?

No tópico anterior, falamos sobre como se programar para sair do escritório e começar uma carreira como advogado home office. Agora, vamos mostrar o que você pode fazer para divulgar o seu trabalho de forma eficiente, com um bom custo-benefício, conquistar cada vez mais clientes e alcançar um maior reconhecimento no mercado. Fique atento às dicas!

Faça uso do marketing digital

Na era digital, a melhor estratégia para se divulgar, exibindo as competências e o histórico profissional que se tem, é por meio do espaço online, mais especificamente das redes sociais. Afinal, como mostrado pelo relatório global de 2019 do We Are Social, 70% da população brasileira estão conectados à internet e, desse total, 66% possuem, pelo menos, uma conta em uma rede social (como Facebook, Twitter, YouTube e Instagram).

Ou seja, plataformas nas quais você pode criar perfis/páginas para gerar anúncios — com alta circulação, público-alvo personalizável e custo reduzido — e se tornar produtor de conteúdo — de artigos, vídeos, fotos e afins — sobre, por exemplo, a área do Direito, as diligências mais frequentes de um advogado e os aspectos da legislação atual.

Materiais que ajudam a descomplicar e deixam esses assuntos mais acessíveis aos usuários e, como consequência, atraem potenciais interessados no seu serviço e na sua expertise — isto é, pessoas que podem ser convertidas em clientes.

Isso sem falar naquelas redes voltadas especificamente a profissionais, como é o caso do LinkedIn, que o conectam aos colegas advogados, aos indivíduos de outros ramos e às empresas de diversos setores. Esse tipo de mídia é utilizado para divulgar o seu currículo e expor as competências e habilidades técnicas que tem, as últimas atividades que desempenhou no mercado, as suas atualizações acadêmicas etc.

Invista em uma especialização

Um bom profissional do Direito sabe que o desenvolvimento de carreira passa, obrigatoriamente, pelo investimento em educação. Isso porque, além de atualizar e agregar valor ao currículo, ela aumenta o seu know-how sobre uma ou mais especialidades desse campo de formação, deixa-o a par das tendências do mercado advocatício (como os lawtechs), expande suas referências legais e o capacita para atender demandas mais complexas dos seus clientes.

Para isso, vale a pena estudar EAD, aproveitando a flexibilidade, a autonomia e a comodidade que esse formato proporciona aos alunos. A EBRADI, por exemplo, conta tanto com pós-graduação digital quanto com cursos de curta duração que ajudam a se aprofundar, especializar-se, praticar networking e ter contato com alguns dos principais e mais conhecidos profissionais do ramo jurídico.

Como mostrado, os primeiros passos para ser um advogado home office bem-sucedido envolvem ter um local adequado para trabalhar, a estrutura tecnológica necessária e um cronograma de atuação bem-planejado. Porém, só isso não basta. É imprescindível avançar e investir continuamente na sua aprendizagem e na sua capacitação profissional, pois, além de contribuir para fortalecer o seu currículo e aumentar a sua credibilidade no mercado, ela o permite trabalhar em segmentos específicos do Direito.

Gostou de saber mais sobre a atuação home office? Então compartilhe o post nas redes sociais com seus amigos também bacharéis em Direito. Quem sabe um ou mais deles não se interessam nessa modalidade, não é mesmo?

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.