Ao montar o escritório de advocacia, é necessário ter um planejamento da rotina para fazer uma boa gestão de processos e acompanhar os resultados da empresa. Para isso, existem diversas estratégias que podem ser implementadas, como o clipping jurídico. Você sabe o que é isso?

Apesar da importância dessa prática, muitos advogados ainda não entendem como funciona ou como fazer o clipping de forma eficiente. Como consequência, deixam de aproveitar os benefícios que isso proporciona ao escritório e à prática jurídica.

Por isso mesmo, trouxemos um conteúdo completo sobre o assunto. Confira agora e descubra como implementar essa estratégia!

O que é clipping jurídico?

Primeiro, é importante saber o que é clipping. Esse termo trata da atividade de selecionar conteúdos relevantes em diversos meios, permitindo o acompanhamento de notícias e publicações sobre determinado assunto. Nesse caso, é necessário definir os temas que farão parte do monitoramento e os meios de comunicação que serão verificados.

No ramo jurídico, ele é bastante conhecido pelo monitoramento de processos judiciais nos Diários Oficiais. Muitas vezes, as seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) contam com parcerias para oferecer o serviço de captura de intimações gratuitamente, incluindo todas as publicações que abranjam o estado.

No entanto, o uso dessa ferramenta pode ser bem mais amplo e estratégico: os advogados podem incluir o nome de clientes e de empresas de seu interesse, além de assuntos específicos. Além disso, o clipping pode ser expandido para buscar publicações e notícias dos tribunais a fim de se manter informado sobre a jurisprudência e as tendências do Direito, sem focar apenas nos Diários Oficiais.

Qual é a importância do clipping jurídico na advocacia?

O clipping jurídico se torna fundamental para que o advogado consiga acompanhar todas as movimentações e as novidades mais importantes da área. Com tantos canais de notícias e publicações, é cada vez mais difícil se manter informado. Então a ferramenta auxilia na solução desse problema e garante outros benefícios aos advogados.

Acompanhamento de processos

Com o volume de processos do escritório, chega um momento em que é totalmente inviável monitorar os andamentos de forma manual. Nesses casos, o clipping permite que o advogado receba notificações de todas as publicações feitas no diário oficial em seu nome ou no do escritório, evitando o descumprimento de intimações e a perda de prazos.

Gerenciamento de informações

Quando você recebe todas as informações que deseja pelo clipping, fica mais fácil gerenciar os dados. O maior benefício nesse caso é a facilidade: não é preciso investir tempo entrando em diferentes canais de comunicação e fazendo pesquisas, já que todos os recortes sobre os temas desejados chegarão por e-mail.

Vantagem competitiva

Uma das principais vantagens competitivas que um advogado pode ter é a informação. Entender os posicionamentos dos tribunais e as tendências do ramo jurídico ajudará na tomada de decisão, garantindo escolhas acertadas para o escritório. Assim, é possível agir com toda a agilidade necessária para a defesa dos interesses dos clientes.

Tenha as mesmas condições

Como fazer um clipping eficiente na área jurídica?

Conhecendo a importância do clipping jurídico, a principal dúvida que surge é como implementar essa estratégia de forma eficiente no escritório. Confira, a seguir, as principais dicas para ajudar!

Defina quais são os objetivos do clipping

Para desenvolver uma estratégia que seja realmente útil, é necessário pensar em quais são os objetivos do clipping no escritório para permitir a busca pelas melhores estratégias. Alguns exemplos comuns são:

  • acompanhar as publicações sobre clientes;
  • verificar as notícias que falem do escritório ou dos advogados;
  • ficar atualizado sobre as tendências;
  • melhorar a imagem do escritório.

Desenvolva os métodos que serão usados

Depois é necessário ver quais serão as estratégias utilizadas, mapeando todas as ações necessárias para atingir os objetivos. Aqui, alguns itens que devem ser determinados são:

  • quais serão as palavras-chave monitoradas;
  • quem se responsabilizará pelo clipping jurídico;
  • qual é o orçamento disponível;
  • qual é a periodicidade da análise e do envio dos resultados para os interessados (advogados, clientes etc.).

Escolha os canais que serão monitorados

Os canais de comunicação que serão monitorados pelo clipping jurídico devem ser definidos com bastante atenção para que eles ofereçam resultados adequados, evitando que surjam notícias que não sejam de interesse do escritório. As páginas de notícia dos próprios tribunais costumam ser boas opções para quem deseja acompanhar as mudanças na jurisprudência.

Nesse momento, um ponto essencial é avaliar a reputação dos canais escolhidos a fim de evitar a captura de fake news. Caso o site trabalhe com previsões, fazendo análises do mercado e de tendências, veja se as publicações fazem sentido e qual é o índice de acerto. Nem sempre os canais têm a credibilidade necessária para que seu escritório o utilize como fonte.

Procure ferramentas para auxiliar no clipping

Existem diversas ferramentas de clipping jurídico, então o escritório precisa definir quais serão utilizadas para colocar a estratégia em prática. Você encontrará opções gratuitas, como o Google Alerts, e pagas. É necessário pesquisar as alternativas e os preços para encontrar as mais adequadas.

Além disso, diversos portais, tribunais e sites especializados oferecem o serviço gratuitamente, trazendo as informações atualizadas sobre determinados assuntos. Vale a pena investir um tempo para verificar quais ferramentas são mais adequadas para a estratégia do escritório.

Crie relatórios com os resultados obtidos

Depois de fazer o monitoramento, é preciso criar relatórios sobre os resultados obtidos — os softwares jurídicos podem ajudar nessa tarefa. Isso é fundamental para que seja possível analisar as informações coletadas de forma simplificada.

O ideal é que eles indiquem a notícia, a data de publicação e o veículo de origem, mas podem ser acrescentadas outras informações para deixá-lo ainda mais completo. Desse modo, também ficará mais fácil determinar se a estratégia está retornando os resultados esperados ou se é preciso fazer ajustes.

Agora que você já conhece o clipping jurídico e os benefícios dessa estratégia para seu escritório de advocacia, coloque essas dicas em prática para monitorar publicações e notícias. Sem dúvidas, isso ajudará na tomada de decisões e na atualização de toda a equipe.

Então, gostou deste post? Para acompanhar outros conteúdos importantes sobre a carreira jurídica, assine a nossa newsletter!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.