Por Henne Vilhena

O exame da OAB pode ser assustador para muitos estudantes de Direito. É comum ouvirmos falar, até mesmo no meio acadêmico, que é uma prova difícil, que a maioria reprova, que não é possível passar estudando sozinho… entre outros comentários que conseguem aumentar o nervosismo dos alunos em relação à prova.

O fato é que há muitas verdades e mitos em relação a essa prova. Por isso, é importante que, no momento da preparação, o aluno esqueça essa péssima fama do exame da OAB e foque no que realmente importa: como passar. Essa é a questão a que o estudante deve se dedicar.

Antes de qualquer coisa, é preciso lembrar que há métodos e dicas de estudo que podem facilitar a preparação. A aprovação em qualquer prova depende, principalmente, de um estudo estratégico. Estudar sozinho, especialmente, exige muita disciplina, organização e dedicação do candidato. Mas, como para qualquer prova, não há nada que uma boa preparação não resolva.

Sabemos que estudar sozinho para o exame da OAB é uma escolha de muitos alunos e uma necessidade para outros, seja por falta de tempo ou condições financeiras. Por isso, neste post, vamos dar 5 dicas infalíveis sobre como estudar para OAB sozinho, para mostrar que é possível alcançar a tão sonhada aprovação! Acompanhe!

1. Faça simulados e provas anteriores

Resolver simulados e provas anteriores é necessário, primeiramente, para que o aluno entenda o que costuma cair nas provas. Ao saber o que costuma ser cobrado, por meio das provas anteriores, o aluno poderá filtrar os conteúdos serem estudados. Afinal, nunca foi cobrado todo o conteúdo do edital — nem seria possível estudar tudo, mas o aluno que está na reta final pode ter o domínio daquilo que é sempre cobrado pelo examinador e, assim, garantir alguns acertos.

A resolução de simulados também é importante para conhecer e adquirir familiaridade com a estrutura da prova, para entender como os assuntos são cobrados pela banca examinadora e para melhorar a gestão do tempo na resolução de questões, um fator crucial em qualquer avaliação.

Além disso, é por meio da resolução de provas que o aluno perceberá quais são as matérias que já domina e em quais precisa melhorar, ou seja, o aluno conseguirá identificar seus pontos fortes e fracos, de modo a priorizar alguns conteúdos e direcionar o seu estudo.

2. Elabore resumos e anotações-chave

Um bom resumo possibilita uma revisão rápida e eficiente, de modo a poupar o tempo futuro de estudo e garantir que aquele conteúdo não seja esquecido. Além disso, fazer resumos nos possibilita exercitar a escrita e o poder de síntese — o que será muito útil na segunda fase do exame.

Por isso, ao estudar, é interessante que o aluno monte o seu material de estudos e faça o seu próprio resumo de cada conteúdo, de modo que esse material possa ser revisitado com certa frequência para revisão e consulta. É fundamental que os resumos sejam bem elaborados, de forma organizada, com anotações-chave e marcações estratégicas — nada de grifar a página inteira!

Tenha as mesmas condições

Dividir o conteúdo em tópicos pode ser uma forma interessante de organização, pois a divisão em listas facilita a revisão e absorção do conteúdo. Afinal, a ideia principal é que esse material proporcione uma revisão prática, que otimize o tempo de estudo.

3. Prepare um cronograma de estudos

Antes de iniciar efetivamente os estudos para o exame, também é importante montar um cronograma: uma espécie de planilha, com as disciplinas a serem estudadas a cada dia, de acordo com o tempo disponível do aluno.

É interessante que a disposição das matérias alterne entre as disciplinas consideradas mais fáceis e as mais difíceis, o que vai depender da experiência de cada estudante. Deve ser feita também a definição prévia da carga horária e turno de estudo, pois criar o hábito de estudar no mesmo horário faz com que o corpo se adapte mais rápido e facilita o processo. Além disso, as pessoas saberão que o aluno reservou aquele tempo de estudo e tendem a respeitar aquele espaço.

Essa organização é fundamental para quem estuda sozinho, pois visa garantir que o estudo seja contínuo e que, até o dia da prova, o aluno tenha estudado e revisitado todo o conteúdo necessário, de acordo com a sua disponibilidade.

4. Tenha boas fontes de estudo

A legislação brasileira está em constante mudança, e isso requer uma atenção especial por parte dos operadores do Direito. É claro que manter-se atualizado é importante, mas para quem vai prestar a prova da OAB é fundamental, especialmente, porque o examinador costuma cobrar novidades legislativas, como as mudanças da Reforma Trabalhista e do Novo Código de Processo Civil.

Posto isso, quem estuda sozinho deve contar com fontes atualizadas por especialistas de cada área e sempre evitar conteúdos piratas e duvidosos, que podem prejudicar a preparação. É interessante acompanhar também os portais de notícia para estar sempre por dentro das mudanças legislativas mais recentes.

Outra dica, é priorizar os materiais voltados especificamente para o Exame de Ordem, pois eles definitivamente o ajudarão a direcionar os estudos de forma estratégica. E um estudo direcionado é um dos pilares da aprovação.

5. Aposte em cursos preparatórios

Cursos preparatórios são uma boa opção para quem pretende fazer o exame da OAB. Em geral, esses cursos têm toda uma estratégia pronta para facilitar a preparação do aluno, o que inclui: cronogramas de aulas, abordagem das questões de provas anteriores, dicas e macetes que ajudam o aluno a resolver as questões. Ou seja, são cursos totalmente direcionados ao formato da prova da OAB e às suas especificidades.

Além de garantir o direcionamento necessário, cursos preparatórios tendem a aumentar a autoconfiança dos alunos, pois os professores servem de suporte e fonte de inspiração. Essa motivação faz toda a diferença nos momentos de tensão ao longo da preparação para a prova.

Para auxiliar os alunos nesse momento tão importante, a EBRADI – Escola Brasileira de Direito desenvolveu cursos preparatórios voltados para o Exame da Ordem. São aulas dinâmicas, 100% online, com foco nos temas de maior incidência, simulados, um corpo docente com os melhores professores de cada área e a qualidade necessária para uma preparação completa!

Gostou dessas dicas de como estudar para OAB sozinho? Aproveite para conhecer os nossos cursos preparatórios para a 1ª fase do Exame da OAB!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.