Você sabe o que é compliance digital e qual é a sua verdadeira importância para as empresas? A realidade é que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, todo local tem regras e limites — e com o ambiente virtual não é diferente.

O compliance jurídico digital consiste em um conjunto de práticas de segurança e de protocolos de uma empresa que tem como objetivo proteger as suas informações sigilosas e os seus dados de acessos indevidos e ataques criminosos.

Se você tem interesse pela atuação na advocacia dessa área, continue a leitura deste post que vamos explicar a importância do compliance digital e as suas vantagens para as empresas. Não perca!

Entenda o que é compliance digital

De maneira geral, podemos dizer que o compliance digital consiste em seguir as normas digitais de uma companhia, tanto as internas quanto as presentes na legislação, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O compliance, por si só, consiste em um conjunto de práticas e ações cujo objetivo é fazer com que todas as ações e procedimentos de uma organização estejam de acordo com as normas que regulam a atividade, propiciando maior proteção ao ambiente virtual e aos dados corporativos.

Apesar de parecer óbvio que uma empresa deve se manter dentro da lei, a realidade é que conseguir preservar procedimentos muitas vezes não é uma tarefa fácil, especialmente em grandes companhias, e as organizações se tornam mais competitivas ao adotarem práticas que não estão em conformidade com a legislação.

Nesse momento, o compliance digital deve ser usado para evitar que esse tipo de ação gere prejuízos à companhia, como falta de segurança, prejuízo financeiro, queda de ativos e, nos casos mais graves, até mesmo a falência.

O compliance digital também pode ser usado para reduzir riscos à imagem da empresa, inclusive em razão de ações de colaboradores, como práticas não democráticas e igualitárias, crimes e exposição de procedimentos internos.

Apesar de a prática do compliance digital ainda ser relativamente nova no mercado, a verdade é que as suas vantagens são muito relevantes para as companhias que desejam manter a sua reputação ilibada mesmo em um momento transformador e desafiador.

Saiba as diferenças entre compliance digital e LGPD

A LGPD é uma norma que foi criada para regular as atividades do tratamento de dados pessoais — da mesma forma que ocorre com o compliance. Contudo, o compliance digital é uma prática, enquanto a LGPD é uma lei e que, portanto, obrigatoriamente deve ser seguida por todos, sob pena de sanções.

Uma norma voltada ao tema teve que ser criada porque o Brasil, de fato, entrou na era digital. Inclusive, muitas companhias já praticam o compliance digital antes mesmo da norma ser válida em nosso ordenamento jurídico.

A LGPD apresentou diferentes conceitos jurídicos presentes nas práticas de compliance digital, a fim de regular a maneira com que as companhias coletam, tratam, manipulam e utilizam os dados de seus consumidores.

Tenha as mesmas condições

A norma determina, ainda, obrigações específicas e previne procedimentos, punições e normas, fazendo com que o compliance digital se torne mais prático, confiável e seguro, pois a prática agora está de acordo com uma lei.

Isso quer dizer que para adotar muitas das práticas do compliance digital é preciso consultar a LGPD. Porém, o compliance não deve se limitar somente a essa norma, pois existem outras leis que devem ser respeitadas pelas empresas, como:

  • Marco Civil da Internet (Lei 12.965/2014);
  • Lei de Crimes Cibernéticos (Lei 12.737/2012);
  • Regulamentação do E-commerce (Decreto 7.962/2013).

Veja as vantagens de aplicar o compliance digital

Agora que você já sabe o que é o compliance digital e conhece as suas diferenças para a LGPD — conceitos que, muitas vezes, são confundidos —, chegou o momento de descobrir quais são as vantagens da sua aplicação em uma empresa. A seguir, vamos apresentar mais informações relevantes.

Diminuir riscos legais

Diferentes tipos de riscos legais são reduzidos nos casos em que a companhia adota aos protocolos oficiais de segurança digital e incentiva essa prática entre os seus colaboradores. É o caso, por exemplo, da redução de vazamento de dados sigilosos, ataque de malwares, acesso a links maliciosos que fazem coleta de dados ilegais e crimes de estelionato digital.

Otimizar os relacionamentos

Aplicar as estratégias de compliance digital é capaz de fazer com que o ambiente empresarial se torne mais eficiente e seguro no que diz respeito à transparência com fornecedores e clientes. Afinal, essa medida quer dizer que a companhia preza pela ética no que diz respeito ao compartilhamento e armazenamento de dados.

Assim, ao seguir todo o regulamento, de modo a estar em completa conformidade com as normas, a companhia transmite uma imagem mais séria aos seus parceiros, consumidores e fornecedores.

Por meio do compliance digital, torna-se possível construir uma imagem responsável e confiável perante o mercado — o que faz com que a companhia melhore suas relações de negócios e atraia novas parcerias de sucesso, bem como novos clientes.

Legitimar as investigações internas

Para assegurar que todo o regulamento esteja sendo observado pela totalidade de colaboradores, é preciso que a companhia faça investigações internas. Nesse momento, é preciso que a empresa tenha regras bem estabelecidas para quando ações ilegais e problemas são encontrados.

As organizações que contam com um programa de compliance digital bem estruturado conseguem se resguardar e legitimar suas investigações de modo a assegurar que não existe comprometimento pessoal nas fiscalizações.

Valorizar o nome da empresa

Mais uma das vantagens do compliance digital é que a repercussão das suas práticas é boa para o nome da empresa, que aumenta a sua reputação e passa a ser vista como uma companhia que é responsável e segue a legislação. Esse fator pode ser determinante para que ela figure entre as primeiras opções na escolha de fornecedores e consumidores.

Como vimos, o compliance digital é uma área relativamente nova e que ainda pode se expandir no mercado. Por isso, é importante que os profissionais da área jurídica que desejam atuar aprendam mais sobre o tema e se mantenham atualizados. Para tanto, o recomendado é realizar a Pós-Graduação em Direito Digital que aborda os principais assuntos relacionados.

Para conhecer mais detalhes sobre os cursos da EBRADI, entre em contato conosco!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.