O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, sancionou a Medida Provisória nº 934/20, que desobriga as escolas de ensino de educação básica e as universidades do cumprimento da quantidade mínima de dias letivos no presente ano, em virtude da pandemia generalizada provocada pela Covid-19. Sua conversão se deu para a Lei nº 14.040/20.

Referente ao texto normativo, destaca-se que os estabelecimentos de educação infantil estão dispensados de cumprir tanto os 200 dias obrigatórios do ano letivo, quanto a carga horária mínima exigida de 800 horas.

Por outro lado, as escolas de ensino fundamental e médio estão dispensadas de cumprir os 200 dias obrigatórios do ano letivo, entretanto, deverá cumprir a carga horária fixada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Já nas instituições de ensino superior, não é necessário o cumprimento dos 200 dias obrigatórios do ano letivo, contudo, a carga horária prevista na grade curricular de cada curso, deverá ser observada e cumprida.

Ainda em relação às instituições de ensino superior, destaca-se que os cursos específicos da área da saúde poderão ser concluídos antecipadamente, desde que cumpridos alguns requisitos determinados pela norma jurídica.

Tenha as mesmas condições

Assim, o curso de medicina poderá ser cumprido de forma antecipada caso o aluno tenha cumprido 75% da carga horária do internato, por sua vez, os cursos de enfermagem, farmácia, fisioterapia e odontologia poderão ser concluídos antecipadamente caso o aluno cumpra 75% da carga horária dos estágios curriculares obrigatórios.

Ademais, a mesma regra acima se aplica aos cursos de educação profissional técnica de ensino médio, caso tenham relação com o combate à pandemia provocada pelo Coronavírus. Nesse sentido, o aluno precisará cumprir 75% da carga horária dos estágios curriculares obrigatórios.

Bolsonaro vetou alguns dispositivos da norma jurídica, como o que obrigava a União prestar assistência técnica e financeira aos Estados, Municípios e Distrito Federal no provimento de meios necessários ao acesso dos profissionais da educação e dos alunos da educação básica pública, às atividades pedagógicas não presenciais adotadas pelos sistemas de ensino, bem como vetou o dispositivo que definia uma data da realização do Enem.

Gostou deste conteúdo?

Então, siga nossos perfis no FacebookInstagramLinkedIn e Twitter!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.