Por José Pacheco

Muitas pessoas são atraídas para a área jurídica devido aos diversos filmes e séries que retratam a rotina de um advogado, em especial o criminalista. Afinal, embora a advocacia conte com várias especialidades, o Direito Criminal — ou Penal — é um dos mais clássicos ramos jurídicos, e suas origens remontam ao surgimento da civilização.

As condutas que prejudicam o meio social exigem a criação de leis, que determinam as punições e garantem a manutenção da ordem estabelecida. Por isso, o fato de ser um ramo clássico não significa que não esteja em constante renovação, uma vez que o Direito se modifica com o tempo, da mesma maneira que as relações humanas.

Neste post, você vai saber o que é o Direito Criminal, quais são as suas características, 7 motivos para escolher essa área e o que fazer para investir na carreira do Direito Criminal. Quer saber mais sobre o tema? Então continue a leitura!

Definição de Direito Criminal

Qualquer ramo do Direito visa resolver conflitos, determinando o procedimento correto e a autoridade capaz de dizer qual Direito será aplicado ao caso concreto. Nesse sentido, os ramos jurídicos se dividem pelo objeto ao qual se dedicam.

Portanto, o Direito Criminal se dedica a direitos considerados de maior valor pela ordem jurídica. Dentre eles, destacam-se, com maior força, a vida e a liberdade. Há vários outros objetos também protegidos pelo Direito Criminal, como a dignidade sexual, a incolumidade pública, o patrimônio, o meio ambiente, entre outros. Contudo, tais direitos decorrem do direito à vida e à liberdade.

Diferença entre Direito Penal e Direito Criminal

Uma das principais indagações sobre essa área é se há diferença entre Direito Penal e Criminal, uma vez que nos deparamos com os dois termos para designar esse ramo. Essa dúvida é, em parte, motivada pela existência do Código Criminal do Império, que usava a expressão Direito Criminal.

Contudo, desde a promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil (CRFB), isso mudou. Para deixar claro, precisamos afirmar que não há diferença entre os dois termos desde que a CRFB passou a denominar a área como Direito Penal.

Cabe ressaltar que, mesmo após essa nova denominação, a palavra “criminal” ainda é utilizada pelo sistema jurídico brasileiro, transformando as duas expressões em sinônimos para designar a mesma área de atuação. Por isso que a ação é chamada Penal, mas a Vara na qual ela tramita é Criminal, bem como o advogado que atua nesse ramo é conhecido como criminalista.

Principais características do Direito Criminal

Há vários princípios relacionados ao Direito Criminal, constituindo um sistema que o identifica como ramo jurídico autônomo. Tais princípios limitam o poder punitivo do Estado, de modo a não permitir que o poder estatal seja arbitrário. Logo, os princípios de Direito Criminal fomentam o Estado Democrático de Direito, em que todos são iguais perante a lei.

A anterioridade da norma e a reserva legal são princípios fundamentais do Direito Criminal e determinam que “não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal”. Ou seja, para uma conduta ser considerada crime e punida pelo Estado, deve haver lei prevendo-a como crime e a sua respectiva punição.

Outro importante balizador é o princípio da intervenção mínima, em que o Direito Criminal é chamado a intervir se os outros ramos jurídicos não forem suficientes para tutelar o direito a ser protegido. Nesse sentido, diz-se que o Direito Penal é o último recurso do sistema legal a disciplinar uma questão.

A legislação que versa sobre esse ramo jurídico também deve observar a irretroatividade, pois a lei não se aplica a fatos anteriores ao início de sua vigência, salvo se for para beneficiar o réu. Pontua-se ainda que, em caso de dúvida quanto à autoria do crime, o réu deverá ser absolvido, pela incidência do princípio do in dubio pro reo.

Especialização em Direito Criminal

A graduação em Direito abrange diversas disciplinas, de forma bem generalista. Por isso, quem deseja atuar como advogado criminal deve considerar cursar uma especialização na área. Nesse sentido, a Pós-graduação digital em Direito e Processo Penal prepara o aluno para o exercício da advocacia no âmbito do Direito Criminal.

O curso tem duração de 12 a 18 meses — podendo ser concluído em menor prazo —, com uma carga horária total de 400 horas. Para qualificar o aluno de forma ampla, ele oferece disciplinas essenciais para a prática penal, como:

  • princípios das ciências criminais;
  • investigação e processo;
  • teoria do crime;
  • crimes em espécie;
  • provas e partes no processo penal;
  • concurso de crimes, erro e consequências da condenação;
  • leis especiais.

Mercado de trabalho

Os especialistas em Direito Criminal atuam de diversas formas no âmbito penal. Sua atuação vai desde as investigações até o processo no tribunal, tanto na defesa do réu quanto na representação de vítima. Ou seja, o advogado criminalista encontra um mercado de trabalho bastante fértil.

Entre as principais opções de carreira para essa especialidade, temos:

Tenha as mesmas condições
  • advogado;
  • policial civil;
  • policial militar;
  • delegado;
  • promotor;
  • juiz de Vara Criminal;
  • investigador;
  • defensor público;
  • perito criminal.

7 motivos para seguir carreira nessa área

Como vimos, o Direito Penal oferece diversas possibilidades de atuação profissional, fazendo com que seja uma das áreas jurídicas mais atrativas para os alunos e profissionais iniciantes. Ainda não tem certeza se esse é o ramo certo para você? Confira, a seguir, 7 motivos pelos quais a advocacia criminal é tão promissora!

1. Dinamismo

O Direito Criminal se mostra um ramo jurídico dinâmico, pois acompanha a transformação da sociedade. Novos tipos penais são definidos e novas leis incriminadoras são editadas, como resposta às demandas sociais.

É o que ocorreu, por exemplo, com a Lei Maria da Penha, que veio na esteira de um movimento social pelo empoderamento das mulheres. Do mesmo modo, a maior atenção aos crimes sexuais e a discussão a respeito da criminalização da homofobia estão presentes nos debates públicos mais atuais.

2. Várias áreas de atuação

Quanto às áreas de atuação, o Direito Penal apresenta grande variedade. Cabe salientar que se pode atuar no serviço público, em carreiras como as policiais, a magistratura, o Ministério Público e a Defensoria Pública. Como advogado privado, é importante especializar-se na área de atuação.

Para além das áreas clássicas, há outros ramos ligados às novas demandas da sociedade. Nesse sentido, podemos citar o compliance, com destaque para a atuação preventiva e relacionada ao Direito Penal Econômico.

3. Luta pela Justiça

Aquele que lida com Direito Criminal contribui para a manutenção da ordem social — objetivo do referido Direito. Também trabalha para a correta aplicação da lei penal, com o fim de evitar que se cometam injustiças.

Desse modo, esse ramo oferece a chance de realização moral, por ser o instrumento da paridade de armas no processo penal, munindo a defesa com os mesmos meios da acusação. Isso garante aos acusados a preservação de seus direitos — inerentes à condição humana.

4. Honorários sem vínculo com o valor da causa

O valor dos honorários advocatícios mostra-se bastante interessante no Direito Criminal, pois não se vincula a um valor da causa previamente estipulado. Visto que o objeto da causa é a liberdade do indivíduo — de valor inestimável —, os honorários não podem ser predeterminados.

5. Mercado menos suscetível a crises

Em outros ramos, quando se está em um bom momento econômico, há uma explosão de negócios a serem tratados, pois negocia-se mais e realiza-se mais contratos. Contudo, em cenários de recessão, os negócios são refreados. Tal situação não ocorre no Direito Criminal.

Afinal, enquanto houver seres humanos, haverá crimes e, consequentemente, investigações policiais e ações penais. Logo, haverá demanda constante para os advogados criminalistas. Essa sistemática sente menos o dissabor das crises econômicas.

6. Área promissora

Apesar de ser uma das áreas mais antigas e tradicionais do Direito, continua bastante promissora. Afinal, o especialista tem mais oportunidades de atuação. Além das tradicionais prisões e apreensões — decorrentes de lesão, roubo, furto, entre outros —, o advogado criminal atua nas operações policiais, no compliance e no Direito Penal Empresarial.

7. Atuação muito comentada

O Direito Criminal está na boca do povo. Diariamente vemos notícias sobre operações policiais — como a Operação Lava Jato —, a prisão de algum famoso, pessoas conhecidas que foram acusadas de algum crime, entre outros.

Ou seja, esse é um assunto universal, que aparece frequentemente nos noticiários. Por isso, o Direito Criminal é muito comentado, como consequência dos processos famosos e da atuação marcante dos especialistas.

Investir na carreira em Direito Criminal

A qualificação de especialista se adquire por meio do estudo e da prática constantes. Por isso, para investir na carreira jurídica criminal, é imprescindível uma especialização na área para uma atuação eficiente. Nesse sentido, uma pós-graduação penal é um bom começo para a formação de um especialista.

Entretanto, é primordial escolher um curso de pós-graduação eficiente, de modo que não seja um desperdício de tempo e dinheiro. Há inúmeros cursos disponíveis no mercado. Por isso, é importante saber escolher o que é mais adequado às suas necessidades.

Como vimos, a carreira de um advogado criminalista é bastante promissora, com muitas oportunidades. Além de ser uma área com bastante projeção, o Direito Criminal é essencial para o bom funcionamento da sociedade. Afinal, o profissional da área atua para proteger o interesse social, seja na representação de clientes, seja trabalhando para o Estado. Por isso, invista nesse ramo e veja a mudança na sua carreira!

Gostou da leitura? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário com suas perguntas e sugestões!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.