A desembargadora Luciane Storel, do Tribunal Regional do Trabalho – TRT da 15ª região manteve a condenação proferida em primeiro grau da jurisdição, mas diminuiu o valor indenizatório inicialmente fixado em R$ 620 mil para R$ 180 mil.

De acordo com os autos do processo, uma funcionária de uma empresa sofreu racismo e humilhações no seu local de trabalho por seus superiores. Os fatos e as provas constituídos demonstraram que a funcionária teve o braço amarrado com fita crepe sob a acusação de ser “fujona”,  tais humilhações e ofensas proferidas manifestam um discurso racista e, as agressões foram sucedidas como forma de punição pessoal por conta dos atrasos e das faltas injustificadas da funcionária na empresa.

Os superiores amarraram os braços da funcionária para que ela não “fugisse” e demonstraram a situação  para  aos demais funcionários como um modelo corretivo e punitivo. O fato aconteceu por conta de um dia que a funcionária saíra mais cedo do trabalho.

Diante da gravidade dos fatos apresentados pela trabalhadora, a juíza de primeiro grau observou a carga emocional demonstrada por ela durante o depoimento e, por conta disso, observou a violação de direitos da personalidade e violações à sua integridade física e, portanto, fixou a indenização em R$ 620 mil.

Tenha as mesmas condições

A empresa, inconformada com a decisão, recorreu a ação sem apresentar defesa, por conta dos acontecimentos, e resolveu apelar para diminuir a condenação proferida em primeiro grau. Ao analisar o recurso apresentado, a magistrada observou que os fatos ocorridos são gravíssimos e remonta um Estado regido pela escravidão e na qual a sua sociedade reprime as diferenças raciais por meio do racismo, demonstrando a humilhação sofrida pela vítima no ambiente de trabalho.

Portanto, a juíza reconheceu a necessidade do Poder Judiciário em punir as atitudes cometidas pela empresa e resolveu minorar o montante da indenização, para acompanhar casos semelhantes julgados pelo tribunal, fixando o valor de R$ 180 mil.

Gostou deste conteúdo?

Então, siga nossos perfis no FacebookInstagramLinkedIn e Twitter!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.