O juízo da 1ª vara da Fazenda Pública de União da Vitória condenou um homem que possui Coronavírus ao pagamento de R$ 15 mil de indenização a título de danos sociais por conta do desrespeito às medidas de isolamento social.

De acordo com o que consta nos autos do processo, o morador de União da Vitória/PR sabia da necessidade de respeitar o isolamento social por um período mínimo de 10 dias, visto que era suspeito de contaminação pela Covid-19. Entretanto, após três dias de assinar um “termo de consentimento livre e esclarecido” emitido pelo órgão de saúde responsável pela análise da suspeição do vírus, o morador viajou para Curitiba/PR.

Durante o trajeto ao local de destino, caminhou com dois colegas que não faziam ideia da suspeita de contaminação pelo vírus do réu. Destaca-se que o resultado do exame com a confirmação de que o morador havia sido contaminado pelo Coronavírus saiu durante o período em que ele se encontrava em Curitiba/PR.

Após ação ajuizada pleiteando a condenação por danos sociais, o réu alegou que não causou danos à sociedade, mas sim que era uma vítima do vírus que assola o país, bem como não poderia ser o único responsável pela transmissão da Covid-19 em União da Vitória ou nos demais locais que caminhou, visto que outras pessoas também possuíam o vírus.

Tenha as mesmas condições

Contudo, o juízo da 1ª vara da Fazenda Pública de União da Vitória reconheceu que a indenização por danos sociais possui caráter punitivo e de prevenção geral, com o objetivo de desestimular que outras pessoas, ou até mesmo o próprio réu, faça condutas similares e prejudiquem a sociedade. De acordo com o magistrado, o comportamento antissocial praticado pelo réu demonstra uma falta de responsabilidade social, que deve ser observada por todos.

Por fim, o juiz destacou que o vírus caminha com a pessoa e vai em todos os locais em que ela se encontrar e, por conta disso, toda a sociedade precisa estar ciente das medidas de isolamento social para não disseminar ainda mais a Covid-19, ademais, ao considerar que o réu sabia da suspeita de contaminação e assinou o termo para manter-se em isolamento e mesmo assim desrespeitou as regras, condenou-o ao pagamento de R$ 15 mil de indenização por danos sociais.

Gostou deste conteúdo?

Então, siga nossos perfis no FacebookInstagramLinkedIn e Twitter!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.