Três projetos de lei com medidas para o combate à pandemia do Coronavírus no Brasil foram aprovados pela Câmara dos Deputados na última terça-feira, dia 11. Agora seguem para serem votadas no Senado.

O PL 232/19, aprovado, dá autorização para os estados e municípios para que utilizem o saldo de repasses do Ministério da Saúde, de anos anteriores, em serviços de saúde diversos do que originalmente seriam utilizados.

Desta forma, é possível que os recursos sejam aplicados em setores como vigilância em saúde, com atenção integral e universal em todos os níveis de complexidade, assim como na produção, distribuição e aquisição de insumos específicos para os serviços de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde).

Devendo os prefeitos e governadores cumprirem os compromissos que foram previamente estabelecidos pelo SUS, incluindo recursos na programação anual de saúde e na lei orçamentária. Além disso, é necessário que sejam comprovados os usos desses recursos dentro relatório anual da gestão, contudo, não serão considerados nos cálculos dos repasses financeiros por parte do ministério no futuro.

A PL 668/20 proíbe que produtos de higiene essenciais, hospitalares e médicos sejam exportados para o combate da pandemia no Brasil, durando enquanto houver o estado emergência na saúde pública decretado pelo governo. Segundo o texto normativo, as exportações não serão feitas para evitar falta dentro mercado interno.

Tenha as mesmas condições

O último projeto foi o PDL 87/20, este buscar suspender o artigo de resolução de Anvisa que viabiliza a venda de álcool em maiores escaldas do que as que são permitidas atualmente. Esse artigo permitia a comercialização de álcool com graduação acima de 54º GL dentro das embalagens maiores que 500g.

No mesmo artigo é determinado que qualquer álcool etílico abaixo de 54º GL deve conter desnaturante, enquanto o álcool etílico industrial e os para testes laboratoriais devem ter venda restrita para uso institucional, sendo assim, vedada a comercialização do produto para o público.

Essa desnaturação trata da adição de substâncias com sabores ou odores repulsivos para que não sejam utilizados em bebidas, alimentos ou produtos farmacêuticos não causando danos à saúde.

Gostou deste conteúdo?

Então, siga nossos perfis no FacebookInstagramLinkedIn e Twitter!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.