Um dos maiores problemas dos estudantes é estudar por um longo período e não conseguir fixar bem o conteúdo. Isso ocorre porque não é apenas o tempo de estudo que faz com que uma pessoa passe em uma prova, mas principalmente sua qualidade. Sabemos que o momento de preparação para o exame da OAB é um período de muita tensão, por isso é fundamental utilizar técnicas de estudo que auxiliem na fixação da matéria.

É preferível estudar uma hora por dia de maneira eficaz do que estudar o dia inteiro sem conseguir absorver o conteúdo. Para otimizar todo o tempo disponível para o estudo, é fundamental que a preparação seja estratégica, baseada em técnicas que garantam a fixação das matérias estudadas.

Se você deseja conhecer mais sobre o assunto, continue a leitura do artigo e veja 10 métodos de aprendizado que podem ajudar você durante a preparação para a OAB e outras provas. Confira!

1. Interrogação elaborativa

Na técnica de interrogação elaborativa, enquanto estuda, a pessoa deve se perguntar “Por quê?” em vez de se concentrar na pergunta “O quê?”. Dessa maneira, o método consiste em duvidar de tudo o que se lê e criar explicações que justifiquem por que os fatos que aparecem durante os estudos são verdadeiros. Enquanto isso, o estudante pode refletir a respeito de cada informação.

Ao estudar sobre a dignidade da pessoa humana, por exemplo, o estudante deve se questionar por que o Brasil a adota como fundamento da República e procurar uma resposta para essa questão. Esse método costuma ser eficaz, pois requer um esforço maior do cérebro, uma vez que é preciso se concentrar em compreender as causas dos fatos e investigar as suas origens em vez de apenas ler o conteúdo.

Ao duvidar, responder e resumir conteúdos, o indivíduo estabelece a autoexplicação — ferramenta útil para, de fato, absorver o conhecimento. Além disso, no que diz respeito ao exame da OAB, estudar utilizando a técnica elaborativa cria uma bagagem de estudos maior. Esse é um diferencial e pode auxiliar o aluno nas questões discursivas que fazem parte da prova na segunda fase do exame.

2. Prática distribuída

A revista científica Psychological Science in the Public Interest publicou um estudo sobre 10 técnicas de estudos e classificou a prática distribuída entre as metodologias com utilidade mais alta para memorização a longo prazo.

Na pesquisa, os cientistas realizaram testes sobre o desempenho de estudantes submetidos a diferentes sessões de estudo: sem intervalos e com intervalos de 30 dias. O resultado obtido foi que o intervalo maior entre cada sessão resulta em um melhor desempenho no teste sobre o conteúdo.

Essa técnica é baseada na repartição do aprendizado ao longo do tempo, ao contrário da concentração de todo o estudo em um único período. Dessa forma, o método da prática distribuída faz com que o aluno não deixe para estudar todo o conteúdo na semana da prova.

Como exemplo, imagine o seguinte cenário: para dividir os conteúdos em diversos períodos ao longo do dia e intercalar o estudo com momentos de descanso, a pessoa fraciona o processo de aprendizado em uma hora durante a manhã, uma hora à tarde e outra hora à noite.

3. Técnica Pomodoro

A técnica Pomodoro tem como base a combinação de trabalho e descanso, definindo que períodos de esforço devem ser recompensados com momentos de distração. A motivação para o uso dessa estratégia se deve ao fato de que o cérebro precisa de folga para poder assimilar todo o conteúdo. Foi justamente isso que o italiano Francesco Cirillo — inventor da técnica — constatou.

Cirillo compreendeu que realizar pausas programadas é muito importante para o processo de assimilação. Atualmente, essa constatação parece bastante óbvia, já que todos nós sabemos que é inevitável se cansar após um longo período de estudo. Para evitar que esse momento de esgotamento mental ocorra, o correto é fazer pequenas pausas após períodos de aprendizagem.

A técnica Pomodoro consiste em alternar entre sessões de 25 minutos de estudos ininterruptos e pausas de 5 minutos para descanso, refazendo o processo. Após 2 horas estudando, a pessoa deve realizar uma pausa de 30 minutos.

Os descansos servem para o corpo como uma gratificação pelo longo ciclo de trabalho e aumentam a produtividade e a concentração. No entanto, é válido ressaltar que a técnica deve ser adequada ao perfil da pessoa, ou seja, é possível aumentar ou diminuir os momentos de estudo e descanso, uma vez que cada cérebro tem uma forma de funcionamento.

4. Mapas mentais

Para quem tem uma mente mais visual, os mapas mentais são ideais. Eles contêm imagens, setas e cores que ajudam na memorização. O método — formalizada pelo escritor inglês Tony Buzan, na década de 1970 — consiste em organizar os conteúdos em diagramas, que costumam ter um assunto principal.

Em seguida, o tema central deve ser conectado a tópicos paralelos que se relacionam com a matéria. Essa relação pode ser feita por meio de balões ou desenhos que remetem aos assuntos estudados. Dessa forma, o mapa mental permite criar esquemas com palavras, flechas e outros ícones, determinando um ordenamento lógico.

Tenha as mesmas condições

5. Teste prático

Realizar testes práticos da matéria estudada é uma das melhores formas de aprendizagem. A mesma pesquisa científica que citamos no tópico sobre a prática distribuída mostrou que realizar esse método é até duas vezes mais eficaz do que outras técnicas. Os testes práticos se assemelham aos simulados e devem ter como base as dúvidas individuais do aluno a respeito de cada matéria.

Para a técnica dar certo, é preciso criar e resolver blocos de questões sobre temas que deixaram dúvidas durante a leitura da matéria. Com o intuito de responder de modo conclusivo cada pergunta, o ideal é realizar a busca em diversas fontes até que uma resposta satisfatória seja encontrada.

A eficácia do método está na economia do tempo, uma vez que ele age diretamente nas áreas consideradas mais difíceis pelo aluno. Além disso, no caso específico do exame da OAB, é possível realizar diversos exercícios de provas anteriores.

6. Estudo intercalado

Essa técnica, também conhecida como rotação de matérias, propõe a intercalação de diferentes temas na mesma sessão de estudos. Essa é uma das metodologias mais eficazes, pois, ao alternar disciplinas, o aprendizado fica menos cansativo.

Entretanto, a fim de aproveitar esse método ao máximo, é recomendado que os assuntos tenham alguma relação entre si. A proposta de intercalar disciplinas ajuda a estimular a memória de longo prazo, contribuindo para que o aluno retenha mais informações. Ou seja, o estudo intercalado ajuda a pessoa a estudar por um tempo maior.

7. Autoexplicação

Essa é uma técnica simples, mas bastante eficaz. Muito útil em assuntos que exigem maior capacidade de compreensão, a autoexplicação nada mais é que explicar determinado tema com suas próprias palavras. Para isso, vale praticar em frente ao espelho, explicar para outra pessoa ou para si mesmo.

Devido a essa peculiaridade, é uma ótima maneira de treinar a capacidade de comunicação e a oratória. Além disso, sua simplicidade torna o método bastante útil para quando não houver nenhum outro recurso.

8. Visualização

Trata-se da chamada “memória fotográfica”. Ou seja, a técnica de visualização consiste em pensar em imagens para facilitar a memorização do conteúdo. Ela é bastante eficaz para recordar frases ou conceitos. Para colocá-la em prática, é preciso imaginar figuras enquanto realiza a leitura do texto.

A efetividade desse método se deve, principalmente, ao papel que a visão e a memória visual exercem em nossas vidas. Lembre-se de que a visão é um sentido muito importante, já que processamos grande parte das informações pelos globos oculares.

9. Resumo

Resumir os pontos mais importantes de um texto com as principais ideias é um método bastante simples. Afinal, fazer um resumo é uma ótima forma de fixar na memória partes relevantes do conteúdo estudado.

Para colocar no papel as informações de maneira resumida, a mente precisa processá-las. Mas para que os resumos sejam efetivos, é fundamental que eles não sejam cópias dos textos, e sim trechos elaborados a partir da compreensão sobre o que foi lido.

O método costuma ser mais efetivo para pessoas que já tenham o costume de escrever resumos, mas não impede que seja utilizado por aqueles menos experientes nessa prática.

10. Mnemônicos

Segundo o dicionário, mnemônico é algo “que se refere à memória” ou “que facilita a memorização”. Desse modo, como a intenção do uso dos mnemônicos é desenvolver a memória, é bastante utilizado para conceitos ou tópicos mais específicos, como fórmulas.

Para ser efetivo, é preciso definir uma palavra-chave fácil de memorizar. Um bom exemplo dessa técnica é o famoso mnemônico “LIMPE”, criado a partir das letras iniciais dos Princípios Administrativos dispostos na Constituição da República Federativa do Brasil (CRFB): legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Aprender não está relacionado apenas ao curso ou à qualidade dos professores: também é preciso dedicação e uma boa assimilação do conteúdo. Existem várias técnicas de estudo que podem ajudar você durante o preparo para o exame da OAB e ao longo da sua vida acadêmica. Todos os métodos de aprendizado são válidos, e cada pessoa se adapta melhor a um deles.

Gostou das nossas dicas? Se você quer aumentar seus conhecimentos, conheça os novos cursos da EBRADI em parceria com a Opice Blum Academy!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.